O que é Leitura Biológica

Técnica proposta pelo osteopata e microkinesiterapeuta belga Emmanuel Corbeel, é baseada no estudo da filogênese, da embriologia, da ontogênese e da etologia animal (estudo do comportamento animal), inspirada principalmente nas pesquisas do Dr. Ryke Geerd Hamer, médico oncologista alemão inventor da Nova Medicina Germânica.

A memorização da informação é sempre necessária para que haja aprendizado e evolução. A cada experiência de vida, a informação se acumula e é automaticamente replicada e passada para os descendentes. A nossa história de vida está relacionada também com a memória do nosso clã familiar e isto explica de que forma as memórias de conflitos não resolvidos são passadas para as gerações futuras.

Para o Dr. Hamer a percepção do meio ambiente num momento de estresse é à base da Nova Medicina, durante uma experiência traumática fazemos uma memorização do meio ambiente que irá influenciar na nossa saúde.

Dr. Hamer descobriu cinco leis biológicas que explicam a causa, o desenvolvimento e a cura natural das “doenças” baseadas em princípios biológicos universais. De acordo com estas leis biológicas, as chamadas “doenças” não são o resultado do mau funcionamento ou doenças malignas do organismo, mas sim “um programa biológico especial da natureza” (SBS), criado para ajudar um indivíduo durante um período de sofrimento emocional e psicológico.

Na natureza temos diferentes programas em função da evolução e da filogênese. Eles são programas arcaicos, necessários à sobrevivência. Por exemplo, o sono reparador é uma necessidade para todo ser vivo, assim como a marcação de território, farejar o perigo (pré sentir), a separação (na natureza cuidar do filhote é imperativo), mostrar as presas (uma antiga forma de dissuasão), a camuflagem e etc. Porém, diante de um hipeestresse programas especiais são acionados.

O Dr. Hamer afirma que os “programas biológicos especiais da natureza” (as doenças) são comuns a todos os seres vivos e são armazenados ao longo da evolução. Estes programas são iniciados após um hiperestresse, um choque emocional, que ocorre fora do campo da consciência, quando ocorre uma inibição da ação. A doença é definida como um acontecimento agindo em três níveis: Psiquismo – Cérebro – Órgão e obedecem as cinco leis biológicas. Através do estudo de muitas tomografias computadorizadas o Dr. Hamer observou manchas redondas no cérebro que lembravam “alvos”, localizadas em níveis cerebrais específicos, relacionados aos sintomas e ao tecido do órgão atingido, estas informações permitiram-no mapear todo o cérebro. Dependendo da localização destes pontos no cérebro, pode-se dizer qual o tipo do conflito sofrido pelo individuo, qual o tecido em sofrimento (conjuntivo, nervoso, ósseo, muscular, epitelial) e qual a parte do corpo que esse estresse irá atingir, desencadeando uma “doença”.

Cada pessoa sente e reage às situações difíceis da vida de maneiras diferentes. Essas respostas irão afetar os órgãos se a pessoa se encontrar diante de uma impossibilidade de reação e os seus sintomas serão as pistas que auxiliarão o terapeuta a reencontrar o conflito vivido. O papel da Leitura Biológica é trazer a resposta do inconsciente para o consciente ativando a autocura do organismo.

“A doença é uma interação significativa entre a psique, o cérebro e o órgão”.
Dr. Hamer