Microfisioterapia

A Microfisioterapia é uma técnica de fisioterapia manual desenvolvida na França no inicio da década de 80 pelos fisioterapeutas e osteopatas Daniel Grosjean e Patrice Benini.

A Microfisioterapia é uma técnica de fisioterapia manual desenvolvida na França no inicio da década de 80 pelos fisioterapeutas e osteopatas Daniel Grosjean e Patrice Benini. Esta técnica consiste em identificar a causa primaria de uma disfunção ou sintoma e estimular a auto-regulação do organismo, para que o corpo reconheça o agressor e inicie o processo de eliminação através de reprogramação celular e tecidual.

Essa agressão primária deixou traços, rastros ou marcas (cicatrizes) que atrapalham o funcionamento das células e tecidos, esses traços, rastros ou marcas ficam armazenados na memória do tecido, por uma deficiência de eliminação do sistema mente-corpo junto ao agente agressor.

Seu embasamento teórico iniciou pelos estudos da embriologia, filogênese e ontogênese. Com essas informações desenvolveram mapas corporais específicos (similares aos meridianos de Medicina Oriental) e gestos manuais específicos e suaves que permitem identificar a causa primária de uma doença ou disfunção e promovendo o equilíbrio e manutenção da saúde.

Por meio destes gestos manuais específicos denominados nesta técnica por micropalpação as mãos do fisioterapeuta mobilizam e estimulam os diferentes tecidos de acordo com o tipo de agressão (física, tóxica, química ou somato-emocional). Esta técnica é aplicável em todas as idades, num objetivo terapêutico ou preventivo.

Seus princípios de cura são semelhantes aos da homeopatia, já que ambas seguem duas leis: a cura infinitesimal ( o medicamento = a palpação mínima ) e pela similitude ( o semelhante cura o semelhante ).